M

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Macrocefalia Urbana

Geralmente associada a grandes cidades, a macrocefalia urbana é definida como um desequilíbrio urbano, principalmente em termos populacionais, entre as cidades. Isto significa que determinadas regiões ou países podem apresentar estrutura urbana do tipo macrocefálico, onde uma cidade pode ser exageradamente maior que as demais cidades.  

Magma

Material de rocha fundida encontrado sob a crosta terrestre da qual as rochas ígneas são formadas. O magma pode conter gases e algumas partículas minerais sólidas.

Manejo sustentável

Administração da vegetação natural para a obtenção de benefícios econômicos, sociais e ambientais, respeitando-se os mecanismos de sustentação do ecossistema objeto do manejo e considerando-se, cumulativa ou alternativamente, a utilização de múltiplas espécies madeireiras ou não, de múltiplos produtos e subprodutos da flora, bem como a utilização de outros bens e serviços.

Mangue

São terrenos baixos junto a costa do mar, sujeito às inundações das marés. Estes terrenos são constituídos de lama.

Manufatura

Tipo de indústria manual executada em grandes unidades de produção e onde já existe alguma divisão do trabalho.

Mapa

Representação ou abstração da realidade geográfica. O mapa é um instrumento para a representação da informação geográfica nas modalidades digital, analógica ou táctil.

Mapa coroplético

Mapa formado por áreas de igual valor (discretas) separadas por limites bem definidos, que representam atributos de natureza quantitativa ou qualitativa do fenômeno geográfico estudado, agrupados de forma homogênea por processos de classificação.

Mapa isarítmico

Mapa que usa linhas isaritmas para representar as variações de um determinado fenômeno.

Mar

Parte dos oceanos que se caracteriza pela forma particular de suas costa, pelo tamanho e modelo do relevo.

Marco

Um objeto com o formato de um disco de metal, fixo sobre uma plataforma de concreto, utilizado na identificação de um ponto geodésico. É usado como termo designativo. Exemplo: marco de estação, marco de referência ou referência de nível.

Marés

Refluxo periódico das águas do mar. Este refluxo acorre duas vezes ao dia. Quando as águas sobem chamamos de Preamar. Quando as águas descem chama-se de baixa-mar.

Maritimidade

Fenômeno onde os oceanos, lagos e reservatórios liberam lentamente o calor acumulado. Isso contribui para manter as temperaturas mais elevados durante a noite e em períodos do inverno em cidades próximas aos oceanos, lagos e grandes reservatórios. Cidades que são influenciadas pelos efeitos da maritimidade também possuem baixa amplitude térmica diária.

Mata Atlântica

É a formação mais devastada do país. Corresponde à área litorânea do Brasil, que foi ocupada desde os primeiros tempos da colonização. Ela chegou a cobrir 15% do território nacional, estendendo-se do Rio Grande do Norte ao litoral de Santa Catarina. No período colonial , no entanto, já foi em grande parte destruída para dar lugar à agricultura canavieira no Nordeste. No Sudeste, cedeu espaço mais tarde para a produção cafeeira. Hoje está reduzida a 7% de sua área original. Apesar da devastação, ainda abriga quantidade significativa de espécies animais e vegetais – são 6 mil plantas endêmicas, 160 espécies de mamíferos e 253 de anfíbios.

Para tentar preservar a riqueza que ainda resta, centenas de ONGs desenvolvem projetos ambientais na mata Atlântica. De clima tropical , quente e úmido, a mata Atlântica apresenta um relevo de planaltos e serras, que impedem a passagem de massas de ar para o interior, provocando chuvas constantes. Sua área abrange as bacias dos rios Paraná, Uruguai, Paraíba do Sul, Doce, Jequitinhonha e São Francisco. Rica em espécies vegetais, apresenta árvores como o jequitibá-rosa, o cedro, a figueira, o ipê, a braúna e o pau-brasil. Muitos dos animais brasileiros ameaçados de extinção se encontram em suas florestas.

Matéria orgânica

É a matéria vegetal ou animal morta, em decomposição e o material amorfo escuro chamado húmus.

Meandro

Amplos semicírculos feitos pelos rios. Quanto maior for o número de semicírculos que um rio apresentar, mais sinuoso será este rio. Este termo teve sua origem no caso do rio Maiandros (atualmente Menderes), na Turquia. Neste sentido, quanto maior for a quantidade de meandros, maior será a sinuosidade do rio. Ainda pode considerado sinuosidades descritas pelos rios, formando, por vezes, amplos semi-círculos, em zonas de terrenos planos.

Ver índice de sinuosidade

Megacidade

Refere-se a cidades muito grandes em termos populacionais. Este termo surgiu por volta da década de 1990 para caracterizar as cidades que estavam aumentando seus contingentes populacionais de forma muito mais acentuada que outras cidades. Atualmente existem cerca de 37 megacidades em todo o planeta. Tóquio (Japão) é considerada a cidade mais populosa do mundo com cerca de 38,8 milhões de habitantes. São Paulo (21,3 milhões de habitantes), Rio de Janeiro (14,5 milhões de habitantes) e Buenos Aires (13, 8 milhões de habitantes) são as únicas megacidades da America latina.

Megalópole

Área contínua construída que tem mais de 10 milhões de habitantes. Termo semelhante à conurbação. Correspondem às mais importantes e maiores aglomerações urbanas da atualidade.  

Meridiano

Grande semicírculo da superfície terrestre limitado pelos pólos Norte e Sul. Trata-se de uma linha imaginária.

Meridional

Relativo a, ou pertencente ao sul. O mesmo que austral e o contrário de setentrional.

Meteoro

É resultado da explosão que acontece quando um meteoroide entra na atmosfera, mais conhecido como estrela cadente.

Meteoroide

Pequeno detrito de asteroide ou cometa que fica fora da atmosfera.

Meteorito

Pequena parte de um meteoroide que sobrevive à explosão ao entrar na atmosfera e chegar ao solo.

Meteorologia

É o estudo científico da atmosfera. Os meteorologistas estudam as características físicas e os movimentos da atmosfera, os processos químicos, físicos e geológicos relacionados, as relações complexas dos sistemas atmosféricos e a previsão do tempo meteorológico.

Meteosat

Satélite meteorológico geoestacionário europeu. Sua posição possibilita uma cobertura muito boa da África e da Europa subsidiando a geração de informações sobre o tempo nestas áreas.

Metrópole

Vocábulo grego que corresponde à cidade mãe; etimologicamente significa a área organizada por uma cidade mãe ou principal. A cidade principal organiza ao seu redor a chamada área suburbana que, embora administrativamente possa pertencer a vários outros municípios, é dependente da metrópole, econômica e funcionalmente.

Migração pendular

Corresponde ao deslocamento diário entre municípios. Esta situação é comum entre trabalhadores que vivem em um município e trabalham em outro.

Modelo de dados

Um modelo de dados é um conjunto de construtores para descrever e representar aspectos selecionados do mundo real em um computador.

Modelo digital de elevação (MDE)

Representação digital de um modelo numérico da superfície da Terra, obtido a partir de um conjunto de coordenadas (X,Y,Z) de pontos distribuídos no terreno.

Modelo digital do terreno (MDT)

Semelhante ao MDE, o modelo digital do terreno é uma representação estatística da superfície contínua do terreno, por meio de um grande número de pontos selecionados, com coordenadas X, Y, Z conhecidas, em um sistema de coordenadas arbitrário.

Monopólio

O monopólio ocorre quando há um vendedor no mercado para um bem ou serviço que não tem nenhum substituto e quando existem barreiras na entrada de empresas que pretendem vender o mesmo bem ou um bem substituto. Estas barreiras protegem o vendedor da concorrência. Embora seja difícil haver um monopólio perfeito, existem casos onde uma só empresa domina o processo de venda e comercialização de produtos específicos. Neste sentido, o monopólio é considerado uma forma de mercado nas economias capitalistas, no qual uma empresa domina a produção e a oferta, de certo produto ou serviço que só ela tem.

Mosaico ou mosaicagem

É uma técnica de junção de cenas separadas em uma única imagem. Também é definida como a montagem feita com fotografias aéreas, imagens ou mapas que se juntam para proporcionar uma representação contínua de uma parte da superfície da Terra, podendo ser controlados, semi-controlados ou não controlados.