A introdução se constitui uma etapa importante do seu trabalho acadêmico, seja ele um artigo, resumo, TCC para especialização, dissertação de mestrado ou tese de doutorado. Uma boa introdução deve motivar o leitor a continuar a leitura do seu artigo. Também deve fazer com que seja despertado o interesse pelo trabalho como um todo.

Além de bem escrito, o texto de introdução do seu trabalho deverá se constituir em um convite atrativo para que o leito continue lendo o artigo. Você deve estar atento a clareza das ideias e saber persuadir os leitores, fazendo com que estes leiam e entendam o que você escreveu. É claro que muitas revistas priorizam o escrita técnica. Mesmo assim, não deixe de ser claro e objetivo.

Trata-se da chance de deixar claro que o seu trabalho é importante e de explicar os principais conceitos necessários para compreender o texto. Neste sentido, tanto na escrita acadêmica, quanto em qualquer tipo de escrita, o texto de introdução deve ser o mais claro e convincente possível.

Experimente escrever a introdução quando a discussão e as conclusões já tiverem sido redigidas, ou seja, quando já se tem uma visão do conjunto do trabalho. Você verá que é mais fácil conduzir o leitor ao longo do texto quando você já sabe exatamente onde quer chegar. Afinal, o papel da introdução é apresentar ao leito que tipo de conteúdo e assunto ele irá encontrar ao longo do artigo.

Outra forma de fazer uma introdução de um trabalho acadêmico é escrevê-la inicialmente, e então revisá-la assim que terminar a elaboração de todo o trabalho.

Em relação as citações em uma introdução, é importante salientar que não é muito comum fazer muitas citações logo na introdução, pois citar outros autores geralmente é uma tarefa que se localiza nas revisões de literatura ou em outras partes do artigo. Porém, nada impede que você faça algumas citações na introdução, mas tome cuidado para que o inicio do seu trabalho não vire uma grande revisão bibliográfica.

5 dicas importantes para fazer uma introdução

Apresentamos a seguir uma lista de cinco dicas valiosas para quem precisa fazer uma introdução de um trabalho acadêmico.

1. Atrair o Leitor

É fundamental atrair o interesse do leitor logo nas primeiras linhas, informando que o trabalho se refere a algo interessante. Porém, é importante evitar a promessa de um tema interessante, e realizar a entrega de outro, em particular algo entediante e que não irá trazer nenhum beneficio ao leitor; ou não apresentar motivação para um tema em comparação com o que as outras pessoas escrevem normalmente.

2. Questionamento

A recomendação é informar ao leitor sobre o que realmente é o trabalho acadêmico. Se é sobre um determinado crime é importante detalhar os fatos, identificado o “agressor”, etc., oferecendo ao leitor a promessa de um caso interessante a partir de palavras persuasivas.

3. Antecedentes

É importante identificar os trabalhos prévios, que são fundamentais para o entendimento da contribuição que este trabalho fará. O erro chave a se evitar é discutir trabalhos que não são partes essenciais da narrativa intelectual levando ao próprio trabalho. Dar crédito onde devido, porém estabelecer, em uma maneira não insultuosa, que o trabalho anterior está incompleto ou deficiente em alguma maneira importante.

4. Contribuições

Ao fazer uma introdução, recomenda-se descrever aproximadamente 3 contribuições que o trabalho acadêmico fará em relação aos anteriores.

Este parágrafo pode ser o mais importante para convencer o leitor, o editor e/ou o consultor ad hoc a não rejeitarem o trabalho. Uma grande diferença entre isto e o parágrafo anterior da “questão” é que as contribuições devem fazer sentido apenas à luz do trabalho anterior.

Ao passo que a questão de pesquisa básica do trabalho deve ser compreensível simplesmente em termos de conhecimento do tema, do parágrafo de atrair o leitor. A sugestão é que “antecedentes” e “contribuições” possam estar interligados. E podem também levar até 3 parágrafos, no foco em fazer uma introdução.

5. Organização

A organização do texto da introdução deve estar alinhada com as outras partes do trabalho acadêmico. Evite escrever um esboço tão genérico que poderia ser aplicado a qualquer trabalho. Ao invés, customizar o roteiro para o projeto e possivelmente mencionar “marcas”, que são problemas, soluções, resultados, entre outros, que serão vistos no decorrer. Tente manter o texto da introdução curto, porque a essa altura muitos leitores já estarão ansiosos para chegar ao coração do trabalho.

Conhecimento

Como em qualquer filme de Hollywood, a primeira tarefa da introdução é determinar a cena, dando à obra um contexto e observando como isto se encaixa em pesquisa anterior no campo.

Embora não seja a única maneira, esta seção, de compreensão dos primeiros parágrafos do trabalho, pode ser baseada sobre uma narrativa histórica, da pesquisa inicial do campo para o dia atual. Em muitas áreas, isto poderia tornar-se um ensaio inteiro, então, ao fazer uma introdução, é preciso manter apenas a informação relevante.

Importância

Em relação à importância, isto leva a uma lógica por trás da investigação, revelando se o trabalho será construindo sobre uma pesquisa anterior, visando algo que todos esqueceram, ou melhorando sobre um projeto de pesquisa anterior que resultou em outros questionamentos.

Esta seção pode então fluir em como será preenchida a lacuna, estabelecendo os objetivos e metodologia. A tentativa é prever o impacto que a pesquisa terá se tudo trabalhar como deveria, e finalmente é rejeitada a hipótese nula. Recapitulando

Ao fazer uma introdução, procure despertar o interesse e incentivar o leitor a continuar a leitura do trabalho acadêmico apresentado.

Organização: faça um roteiro com os itens que deverão ser abordados na introdução, sobretudo para pensar com calma na ordem em que as ideias serão apresentadas. Evite escrever uma “colcha de retalhos”, em que os parágrafos escritos não possuem ligação entre si.

Introdução curta: é importante manter o texto de introdução sucinto. Uma introdução longa e desconexa logo fará com que as pessoas se desconectem e percam o interesse (ou a paciência). Fixar estritamente o próprio esboço ao trabalho acadêmico, e estruturar a introdução de uma maneira similar.

Defina o problema: a introdução inteira deve logicamente finalizar para a questão da pesquisa e a instrução da tese ou hipótese. O leitor, pelo final da introdução, deve saber exatamente o que se está tentando alcançar com o trabalho acadêmico. Além disso, a conclusão e discussão irão remeter de volta para introdução, e isto é mais fácil se tiver um problema claramente definido.

Uma maneira prática de saber se a introdução de um trabalho acadêmico ficou bem redigida é apagar a parte dos objetivos da pesquisa e entregar o texto de introdução para outra pessoa que também seja da área ler.

Se ao ler apenas a introdução, a pessoa conseguir acertar qual problema de pesquisa foi estudado, parabéns! Você fez um excelente trabalho

Veja também: Como fazer um pré-projeto de pesquisa

Deixe uma resposta