Continuando a discussão iniciada no último artigo, vamos esclarecer se qualquer um com titulo de Mestrado ou Doutorado em Geografia pode exercer a profissão de Geógrafo. Porém, antes de continuarmos, vamos deixar claro que o nosso objetivo é de esclarecer os fatos a luz de nosso entendimento. Por isso, não queremos criar uma única corrente de pensamento, e sim promover um debate saudável acerca deste assunto seríssimo.

Pois bem, a Lei N° 6.664, de 26 de junho de 1979 disciplina a profissão de Geógrafo e dá outras providências. Em seu artigo 2°, inciso II (que foi vetado), a lei preconizava que o profissional com mestrado ou doutorado em Geografia poderia exercer a livre profissão de Geógrafo, desde que inscrito no sistema Confea/Crea.

Porém, na lei LEI Nº 7.399, de 4 de novembro de 1985, Art. 2° inciso V, volta a possibilidade dos portadores de títulos de Mestre e Doutor em Geografia, expedidos por Universidades Oficiais ou reconhecidas de exercerem a profissão de Geógrafo.

De acordo com o nosso entendimento, esta lei não poderia existir, por que dá possibilidade de qualquer profissional exercer a função de Geógrafo, mesmo sem ter nenhuma formação básica em Geografia. Isso contribui tanto para o enfraquecimento tanto dos cursos de licenciatura quanto de bacharelado em Geografia, pois qualquer profissional irá se achar apto a exercer a profissão.

Agora, já imaginou se qualquer um com um titulo de Mestrado em Medicina pudesse exercer a profissão de médico, ou se um Químico com mestrado em Direito pudesse exercer a profissão de Advogado. É mais ou menos por essa situação que os Geógrafos passam, ao ver profissionais que nem se quer estudaram Geografia exercendo a profissão de Geógrafo.

Para concluir, é bom salientar que mesmo com a possibilidade de um Mestre ou Doutor em Geografia poder ter um titulo Geógrafo, os Creas de todo o País geralmente indeferem a retirada da Carteira profissionais das pessoas que se encaixam nesta situação.