Tipos de solos do Brasil

Os solos para serem classificados são verificados os fatores de formação do solo e suas características específicas, pois assim conseguiremos determinar a qualidade e, principalmente o tipo de solo que estamos falando.

São feitos três levantamentos para verificar o tipo de solo, sendo eles:

Mapeamento pré-campo que analisa mapas e informações que já existem sobre o local;

Mapeamento de Campo que faz uma análise de perfis do solo através de coleta de amostras;

Análises de laboratório para determinar as propriedades físicas, químicas e mineralógicas dos solos e ainda é possível determinar as propriedades mecânicas caso seja necessário.

O solo do Brasil corresponde a uma decomposição de rochas que ocorrem por meio de ações que estão ligadas principalmente à temperatura e também de processos erosivos que são provenientes da ação dos ventos, seres vivos como bactérias e fungos e também das chuvas.

INCLUIR MAPA DE SOLOS

No território brasileiro encontramos quatro tipos de solo, sendo eles: salmourão, aluviais, terra roxa e massapé.

O solo de Terra Roxa corresponde a um tipo de solo de extrema fertilidade que tem uma tonalidade bem avermelhada que é encontrada nos estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo e Mato Grosso do Sul, sendo originado a partir da decomposição de rochas, principalmente basalto.

INSERIR IMAGEM DESSE SOLO AQUI

Solo de Massapé é um tipo de solo encontrado principalmente no litoral nordestino e é constituído a partir da decomposição de rochas que tem em suas características minerais de gnaisses que tem uma tonalidade mais escura e também filitos e calcários.

INSERIR IMAGEM DESSE SOLO AQUI

Solo de Saumourão é encontrado principalmente na região Sul, Centro-Oeste e Sudeste brasileiro, sendo constituído de fragmentação de rochas gnaisses e graníticas. Esse tipo de solo muitas vezes é pobre em nutriente sendo necessário em alguns casos utilizar a fertilização através de adubos químicos ou naturais.

INSERIR IMAGEM AQUI

Solo Aluvial que é um solo encontrado em vários lugares do território brasileiro e é formado pela decorrência da sedimentação de áreas de várzea e vales entre montanhas, planaltos ou planícies, a quantidade de nutrientes no solo será proporcional ao grau de degradação e tipo de rocha presente na região, em locais áridos e com fortes erosões o solo tende a ser mais pobre em nutrientes, já em solos com cobertura vegetal e chuva periódicas ele tende a ser mais fértil.

INCLUIR IMAGEM AQUI

Deixe uma resposta